O Homem Foi Mesmo a Lua? – Apollo 11 –

Muitos conspiracionistas defendem a teoria de que o homem nunca pisou na lua,  muitos chegam a dizer que foi a fraude do século, o que eu tenho a dizer sobre esses nossos amigos conspiracionistas é que, eles tão mais por fora do que arco de barril, existem dezenas de provas que podem constatar que o homem foi mesmo a lua.

Em 1969 uma missão tripulada conhecida com Missão Espacial Apollo 11, colocou pela primeira vez 3 seres humanos (Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins) na órbita da lua, essa missão cumpriu a meta proposta pelo então Presidente John F. Kennedy. Antes do homem pisar na lua, existiu todo um conflito antes entre os EUA e a antiga URSS que disputavam e ficou conhecida com Corrida Espacial.

A bordo do Foguete Saturno V,  foram lançados na Lua e Consigo trouxeram várias amostras de pedras lunáticas, que para que ninguém duvidassem, foi estudada por vários cientistas do mundo todo.

Além de outros fatores que provam a ida do homem a Lua, são os Retrorrefletores deixados lá por Neil Armstrong, que são usados para medir a distância da Lua a Terra.

Astronomia

Anúncios

O Sistema Solar – Os planetas jovianos

Os planetas jovianos são os planetas localizados depois do planeta marte, o último planeta telúrico. São os planetas gasosos, que tem somente o pequeno núcleo composto por rocha. São compostos formados principalmente por Hidrogênio, Hélio e Metano. Os planetas Jovianos são os maiores planetas do Sistema Solar. São os planetas mais afastados do Sol.

O primeiro planeta joviano é:

Júpiter, o gigante: Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar. É cerca de mil vezes maior que a Terra. Tão grande, que poderíamos colocar todos os outros planetas dentro dele. Por causa de sua enorme gravidade,  Júpiter é o principal responsável para que os asteroides não se juntem e formem novos planetas. Rotaciona em enorme velocidade, produzindo ventos de centenas de km/h.

Júpiter é um caos. Cada raio produzido nas tempestades desse enorme planeta é aproximadamente 10.000 vezes mais forte que um raio de uma tempestade  na Terra. O Gigante é furioso….

A grande mancha vermelha:

A grande mancha vermelha é a maior e mais intensa tempestade do sistema solar. É cerca de 3x o tamanho da Terra e propaga-se a pelo menos 300 anos.

A radiação perto do Planeta é muito elevada, pois seu poderoso campo magnético atrai essa radiação do espaço.

Júpiter possui 67 luas, sendo que as 4 maiores são: Io, Calisto, Europa e Ganimedes.

Curiosidade Sobre a Lua Europa: Localizada a 650 milhões de km da Terra e cerca de 800 milhões de km do Som, a Lua Europa é a esperança para alguns astrônomos de que pode existir aguá líquida e/ou vida no nosso sistema solar. Devido a distância do Sol, é bem provável que Europa seja uma lua completamente congelada.  A não ser que a gravidade de Júpiter esteja causando atrito em seu interior, impedindo Europa de congelar, possibilitando que debaixo de uma camada de gelo possa existir água líquida e vida.

Saturno, o joviano mais leve: Saturno é o segundo maior planeta do sistema solar. Sua beleza impressiona a qualquer observador pelo seus anéis, que foram formados formados pela destruição de uma lua pela sua força gravitacional. Seus anéis poderiam ir da Terra até a Lua, mas só tem algumas centenas de metros de profundidade. Saturno é um planeta com densidade muito baixa, tanto que se colocássemos ele em um oceano gigante, o planeta flutuaria.

Ficheiro:Saturn during Equinox.jpg

Saturno envia ao espaço cerca de 2 vezes mais energia do que recebe do Sol. Isto significa que o planeta está gerando energia no seu interior. Acredita-se que um dos mecanismos que geram essa energia em Saturno é um fenômeno astronômico em que o planeta se contrai lentamente e ao mesmo tempo libera energia.

earth-moon-photo-saturn-2013-annotated

Planeta Terra visto de Saturno. Cassini, 2013

 

 Urano, o dorminhoco: Urano é o 7° planeta do Sistema Solar e o primeiro planeta a ser descoberto por telescópio. Urano possui anéis igual a Saturno, mais de uma forma bem diferente. O eixo de inclinação de Urano é de 97,86° com o plano de sua órbita, ou seja, o planeta rotaciona deitado. O planeta possui cerca de 20 satélites e demora cerca de 84 anos terrestres para completar sua órbita ao redor do Sol.

Urano possui um núcleo rochoso, rodeado por uma atmosfera de hidrogênio espessa e densa, na qual existem nuvens de cristais de gelo, metano e amônia em suspensão, que lhe conferem a cor verde-azulada. Possui um conjunto de anéis finos e escuros, provavelmente constituídos por fragmentos de rocha.

Netuno, o último dos planetas gigantes: Netuno é o quarto maior planeta do Sistema Solar e o terceiro maior em massa. Netuno foi o primeiro planeta encontrado por uma previsão Matemática, em vez de uma observação empírica. Inesperadas mudanças na órbita de Urano levaram os astrônomos a deduzir que sua órbita estava sujeita a perturbação gravitacional por um planeta desconhecido. Subsequentemente, Neptuno foi encontrado, a um grau da posição prevista.

Ficheiro:Neptune.jpg

Netuno tem uma tempestade do tamanho da Terra, alimentado por ventos selvagens de 1.500 km/h. O Curioso é que ninguém sabe o que que causa esses enormes ventos.